MARINA ALEGRE

MARINA ALEGRE, formada em Geografia pela Universidade de Brasília e em Jardinagem pela Escola Municipal de Jardinagem de São Paulo, desenvolve projetos que envolvem agricultura urbana agroecológica, educação e territórios vulneráveis na cidade de São Paulo. Participou do projeto Casa Rodante e do Programa São Paulo de Braços Abertos, que desenvolveram ações de redução de danos com usuários de drogas e pessoas em situação de rua na região conhecida como Cracolândia, no bairro de Campos Elíseos e colaborou com o desenvolvimento da roça criada na praça Kantuta, no Pari durante o projeto Casa Latina. É integrante do Coletivo Roça de Rua que realiza intervenções em espaços coletivos mesclando técnicas de arte urbana e plantio. No Coletivo Casadalapa, é uma das responsáveis pelo viveiro de mudas mantido na casa.

Anúncios